Procura de emprego

O que podes fazer para não desistir de procurar emprego?

Procuras trabalho há mais de um mês? Há mais de um ano? Há mais tempo que te possas lembrar? De facto, a procura de emprego é um dos momentos mais difíceis das nossas vidas. Isto acontece por vários factores! Primeiro, são várias as pessoas que têm formação académica. Segundo, a experiência profissional aos 23 anos é quase nula. E terceiro, as empresas deixaram de acreditar nos jovens.

No caso dos mais velhos o problema agrava-se, porque a idade no currículo é considerado uma verdadeira barreira no acesso a um emprego. Mas será que existem soluções para este problema social dos dias de hoje? Aqui vamos apresentar-te o que podes fazer para não desistir de procurar emprego.

Como não desistir de procurar emprego

puhhha || Shutterstock

Solução para encontrar emprego

Tens formação académica? Tens alguma experiência profissional com uma passagem no estrangeiro? Dominas mais do que a uma língua! E os selecionadores da equipa de Recursos Humanos continuam a não te chamar para uma entrevista? É verdade, por muitas competências e habilidades que disponham os recrutadores têm medo de arriscar em jovens, e têm inclusive medo de contratar os mais velhos. Conseguir trabalho nos dias de hoje parece mais difícil que ganhar o Euromilhões!

No entanto, com o apoio nos nossos templates para descarga, e algumas dicas abaixo a tua situação poderá mudar. Descobre o que tens de fazer para não desistir de procurar trabalho.

Procurar emprego intensivamente

Para iniciares a procura de emprego seja pela primeira, seja pela quinta vez, deverás sempre fazê-lo de forma intensa e flexível. O objetivo passa por nunca cruzar os braços e pensar sempre positivamente, ou seja, que serás o escolhido para o trabalho ao qual concorres. Não tenhas medo de tomar medidas essenciais como valorizar a pessoa que és, seja pessoal, profissional ou academicamente.

Procurar um emprego demora tempo e nada aparece do nada. Se não queres perder muito tempo podes ainda preencher as melhores planilhas de currículo para encontrar trabalho e adaptá-las à empresa que concorres.

Como não desistir de procurar emprego

Rawpixel.com || Shutterstock

Conta quem és aos recrutadores

Muitas vezes temos medo, mas é importante escrever sobre nós mesmos no currículo. Pesa na hora do contratar quais os pontos de interesse dos candidatos, quais as suas qualidades, quais os seus valores e aquilo em que acreditam profissionalmente. A carta de apresentação poderá ser o documento justo para esse repertório de informações.

Desta forma, deverás sinalizar o que se demarca na tua personalidade e como a mesma poderá efetivamente melhorar o ambiente laboral da empresa.

Quais são os teus objetivos profissionais?

Apesar das dúvidas que possas ter é importante ser capaz de enumerar quais os objetivos profissionais que tenhas para a função a que te candidatas numa empresa. Ao mesmo tempo pensa a longo prazo sobre quais seriam os teus métodos para solucionar certos problemas da empresa. Aí, poderás aproveitar para elencar as atividades que terias mais prazer em executar.

Portfólio para além do currículo

Se continuas a não obter resposta por parte da equipa de recursos humanos não penses que o problema é teu! Afinal as empresas é que perdem por não apostarem em ti. Mesmo assim, para além de redigires o teu curriculum vitae poderás criar uma pasta astuta sobre o teu trabalho, isto é, um portfólio. Aí poderás inserir trabalhos realizados na universidade, todos os diplomas de cursos, formações e workshops que frequentaste, e prémios adquiridos enquanto estudante. Pequenas coisas fazem a diferença junto dos recrutadores!

Como não desistir de procurar emprego

Estabelecer contactos

As referências no currículo são fulcrais para conseguires um emprego. Muitas vezes os teus amigos, professores, colegas ou familiares conhecem alguém dentro de uma empresa. Com efeito, deverás tentar estabelecer contacto com essa pessoa que te poderá ajudar na procura de emprego. Deixa de ser aquela pessoa humilde que pensa que irá conseguir trabalho por si mesma! Afinal, o mercado de trabalho está repleto de pessoas que recomendam os seus amigos para as suas empresas! Uma das formas para estabelecer contactos rapidamente nos dias de hoje chama-se LinkedIn.

Avaliação contínua da procura de emprego

Se por acaso continuares a não conseguires conquistar os recrutadores deverás fazer uma série de perguntas e tentar perceber onde é que continuas a torcer o pé. Entre a série de perguntas que deverás fazer a ti mesmo encontramos:

  • Será que tudo o que estava ao meu alcance quando me candidatei ao emprego?
  • O que fiz de errado para continuar a não receber respostas?
  • Que aspetos da minha candidatura posso melhorar?

Novamente importa não perder a motivação na procura de emprego, porque verás que mais cedo ou mais tarde há-de aparecer alguma coisa. Afinal a esperança é sempre a última a morrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *