Como escrever uma carta de apresentação
Desenhando o currículo

10 conselhos para escrever a carta de apresentação

Sabias que uma carta de apresentação tem o mesmo peso que o currículo na hora que envias a tua candidatura profissional a uma determinada empresa? Aliás, muitas vezes algumas empresas preferem ler primeiro a tua carta de apresentação e só depois ler o currículo. Por isso, convém procurar um bom modelo de carta de apresentação!

No entanto, continuas com dificuldades em escrevê-la? Não te preocupes! Este não é um processo complicado e é mais fácil do que parece. A partir de agora vamos dar-te a conhecer um guia com 10 maneiras inteligentes de aprender como fazer uma carta de apresentação de forma simples.

Qual a motivação da tua carta de apresentação

Jason Winter || Shutterstock

Dicas para uma eficaz carta de apresentação

Agora, antes de aprender a escrever uma carta de apresentação deves pensar nela como ferramenta de apoio ao curriculum. Desta forma podes mesmo conhecer os nossos templates para descarga que te ajudarão em todo o processo de candidatura para obter emprego. Daí deverás sempre destacar os teus pontos mais fortes no mercado de trabalho, bem como motivações e aspirações e o porquê de te candidatares a uma empresa e não a outra. Segue os tópicos abaixo para seres bem sucedido na redação da tua carta de apresentação.

1. A quem dirigir a carta de apresentação

A primeira coisa a ter em atenção é saber a quem dirigir a carta de apresentação. Deves pensar numa carta de apresentação como o contacto primeiro e imediato e com os recrutadores por isso convém saludar. Procura ainda o nome do recrutador, ou líder da equipa de Recursos Humanos, a pessoa responsável pela leitura do teu currículo e pela selecção.

2. Carta de apresentação clara

Uma carta de apresentação deverá ser clara para os recrutadores, no sentido em que deverás apontar os motivos pelos quais será vantajoso contratar-te. Menciona, por exemplo, alguma prévia experiência profisssional no currículo ou formação académica no currículo. Convém ainda chamar os tipos de problemas és capaz de resolver num abrir e fechar de olhos uma vez que sejas contratado, bem como a tua flexibilidade em relação a certos tópicos.

3. Carta de apresentação personalizada

Todas as cartas de apresentação são distintas porque cada uma delas adapta-se ao CV do candidato. Por isso não te esqueças de personalizá-la mediante o teu objetivo profissional no currículo. Convém ter em atenção o idioma da mesma, mediante o facto de quereres saber como enviar como enviar currículo para trabalhar no estrangeiro da forma mais rápida.

4. Carta com três parágrafos

Uma carta de apresentação deverá ter no ínicio três parágrafos que se dividem em introdução, apresentação e motivação.

  • Introdução: depois de saludares indica onde encontrares-te o anúncio da vaga e a posição à qual te candidatas.
  • Apresentação: dispões quais os teus pontos fortes e sintetiza as tuas skills que deverão estar correlacionadas com os requisitos pedidos no anúncio de trabalho.
  • Motivação: indica quais os motivos que te levam a candidatar e quais as tuas ambições profissionais. A carta de apresentação é sinónimo de carta de motivação.

Segue os tópicos em baixo que não deverás esquecer de colocar numa carta de apresentação.

Como escrever carta de apresentação

fizkes || Shutterstock

5. Interesses e objetivos na carta de apresentação

Uma carta de apresentação demasiado geral não te ajudará a realçar a tua candidatura. Tenta demarcar-te desde o primeiro parágrafo, demonstrando por exemplo, ter conhecimento dos frutos da empresa no mercado.

6. Descreve os teus projetos profissionais

Na carta tens que explicar o que estás a pensar fazer e qual o teu projeto profissional. Obviamente esta carta integra o teu currículo para primeiro emprego e se não tens uma ideia concreta sobre aquilo que te irás deparar no futuro, explica quais são as tarefas que sentes mais à vontade para realizar. Revela qual a carreira profissional que queres estabelecer e o setor dentro dentro da empresa.

7. Exaustivo e consistente na carta de apresentação

Hoje em dia é importante ser exaustivo na redacção da carta de apresentação e ao mesmo tempo conciso e pertinente. Uma boa carta de apresentação não é nem muito longa, nem muito breve, mas completa. Um recruiter notará seguramente que estás motivado, e é ao referires isso que terá um maior valor junto da empresa. Estas são as características que devem saltar à vista na carta de apresentação e não desistas caso não sejas bem sucedido. Deves sempre enviar a carta de apresentação para várias empresas.

Ver carta de apresentação

8. Estruturação simples

Para manter a atenção do recruiter ao longo de todo o texto é fundamental que a tua carta de apresentação seja simples e bem estruturada e que não seja demasiado longa. Entre 10 a 12 linhas serão suficientes na tua carta de apresentação.

9. Evita erros de ortografia

Nada é mais prejudicial numa carta de apresentação que os seus erros ortográficos, sinónimo de falta de atenção. Presta toda a atenção a acentos e a sinais de pontuação necessários.

10. Faz o recrutador terminar a leitura

Pronto chegamos ao fim deste artigo! Mas queres que o recrutamento também termine a leitura da carta de apresentação? Conquistar alguém até ao fim é difícil, por isso procura manter a atenção dos seleccionadores até ao fim, tendo sempre o cuidado de exprimir o valor acrescentado que darias à empresa à qual concorres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *