Formas para ter CV mais atrativo
Desenhando o currículo

5 passos para tornar o design do currículo profissional mais atrativo

Um currículo é mais apelativo aos olhos dos recrutadores quanto mais eficaz e simples seja. Recomendavelmente, o teu currículo precisa de ser direto aos objetivos profissionais e àquilo que procuras mudar na empresa a que concorres.

O melhor exemplo de currículo é aquele que no geral mantém-se conciso e é capaz de especificar e aclamarar ao recrutador o teu potencial. Falamos de quais os teus objetivos profissionais, qual a tua experiência profissional e formação académica, e ainda mais quais são as habilidades e competências que refletem como és pessoal e profissionalmente.

Desta forma, reunimos uma mão cheia de dicas para melhorares o design do teu currículo e até a sua leitura. Pronto? Então conhece 5 passos para tornar o design do currículo profissional mais atrativo já a seguir.

Passos para melhorar design do currículo

NPFire || Shutterstock

Como obter o melhor design do currículo profissional

Estás cansado de enviar o teu currículo e não obténs resposta? Já pensaste que como fazer um currículo está dependente de como foste desenhando o teu currículo? Na verdade, para combater erros na hora de escrever o documento mais profissional de todos, não podes esquecer o design.

Mas não te assustes! O design de um currículo é a sua melhor arma, por isso convém saber como manejá-la. Assim, com este post ajudamos-te a obteres o melhor design do currículo profissional, em apenas 5 passos. Se quiseres podes conhecer os nossos templates para descarregar, que espelham algumas das dicas apontadas em baixo.

1. Estrutura os dados pessoais como profissional

Qualquer currículo precisa de dispor de dados pessoais, mas o design do currículo profissional quase que o obriga a seguir uma estrutura, que poderá ser mais alusiva para que a equipa de recursos humanos seja conquistada.

Desta maneira, as informações dos dados pessoais no cv deverão ser dispostas da seguinte maneira: nome completo, número de telefone e de telemóvel, e-mail e morada. Podes incluir perfis de redes sociais profissionais como LinkedIn ou BeBee.

Mas cuidado! Tanto o teu email como o teu perfil de rede social não devem ter nomes que façam com que os recrutadores não te levem a sério. Antes de tudo tenta manter o teu correio eletrónico e o link dos perfis de networking mais credíveis e adequados para o mundo profissional. Da mesma forma, têm de ser atualizados e fidedignos.

2. Tem em conta o tipo de letra

Podes pensar que estamos clicando na mesma tecla, mas acredita que existem imensas pessoas que têm dificuldade em entender que da escolha do tipo de letra dependerá muito a atenção do recrutador no teu CV.

Edita o documento de modo a que tenhas um currículo word ou um currículo pdf, afinal são esses os modelos preferidos dos recrutadores. Podes utilizar fontes básicas como Calibri, Arial Black ou Times New Roman. Cuidado para não utilizares tipos de letra demasiado arcaicos ou que conferem ao currículo um design mais infantilizado.

Poderás igualmente garantir um primeiro ponto-de-vista face ao teu curriculum vitae caso o envies ou o entregues a alguém que o leia. Um segunda opinião pode ser fortuita para que obtenhas o melhor design.

Como tornar o design mais atrativo do cv

3. Mais qualidade e menos quantidade!

Achas que o melhor currículo é aquele que tem um maior número de páginas? Estás extremamente enganado! Um currículo bem feito é aquele que tem um menor número de páginas possível, porque os recrutadores já não perdem mais de 3 minutos a olhar para o documento.

Cortar no número de páginas é o primeiro passo para melhorar o design de qualquer currículo porque o recrutador irá perceber até onde vai a tua capacidade de síntese e de clareza.

Apenas uma páginas é suficiente no currículo profissional de jovens à pouco tempo no mercado. Para aqueles com mais de 10 anos de experiência pede-se uma maior atenção e, talvez 3 páginas sejam preferenciais.

4. Personaliza o conteúdo

O design de currículo que é possível encontrar nos diferentes modelos de currículo está cada vez mais fora de moda. Por isso, para que o teu currículo não siga pelo mesmo caminho é importante que ela vá um pouco mais além. Não é que o modelo padrão de currículo como o currículo europeu, não seja importante, mas se não é um requisito da empresa podes reinventar a maneira de organizar as informações.

Uma forma de personalizar o contéudo é dispor a informação segundo a ordem que consideras mais importante e até mais original. Se recentemente estás a realizar um doutoramento ou um programa de emprego no estrangeiro podes destacar essas partes primeiro.

Outra forma é manteres o currículo limpo, com um limite de cores. Por fim, podes contar os marcos da tua carreira profissional na primeira pessoa, isto demonstra que estiveste seguro do teu desempenho nas empresas pelas quais passaste.

5. Sê tu mesmo!

O teu estilo de redacção e de criação pode ser empregado no curriculum vitae pela forma como o organizas. Deixa subentendido que dispões de uma série de conhecimentos e habilidades no design do teu currículo que possam ser utéis para os recrutadores. Caso tenhas mais para dizer podes apontar o teu currículo ao teu portfólio profissional onde deixas claro como trabalhas na prática.

Os portfólios digitais são recomendáveis sobretudo para profissionais do ramo do marketing e da comunicação visual como agentes publicitários, fotógrafos ou designers.

Não esqueças que o currículo será o mais importante dos projetos de design que alguma vez criarás! Foca-se e começa a redigi-lo agora mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *